Estados Unidos registram o terceiro dia de protestos e aumenta a tensão

Por AP | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Manifestações ganham proporção e se espalham pelo país depois de mais um policial branco escapar do indiciamento pela morte de um homem negro desarmado em Nova York

AP

AP Photo
Em Los Angeles, manifestantes protestam em frente à sede da Polícia depois de um homem negro ser atingido por um tiro disparado por um policial branco

Manifestantes de várias partes dos Estados Unidos se reuniram pelo terceiro dia para protestar contra a decisão do grande júri de Nova York que decidiu não indiciar um policial branco acusado da morte por estrangulamento de um homem negro desarmado. 

Em Nova York, pelo menos 100 manifestantes caminharam até a frente de uma loja da Apple. Se posicionaram no chão como se estivessem mortos. De lá, seguiram pela conhecida Quinta Avenida, carregando cartazes "Eu não posso respirar"; frase dita pelo homem negro (conforme mostrou um vídeo) enquanto era vítima de uma chave de braço aplicada pelo policial.

Leia também: 

Aumenta revolta contra policial inocentado de morte por sufocamento em Nova York

Na Flórida, os ativistas marcharam pelas ruas do centro de Miami e bloquearam uma importante ponte que liga Miami a Miami Beach. No Colorado, os estudantes saíram das classes e caminharam para protestar contra as recentes decisões de não processar a polícia de Nova York e Ferguson, Missouri.

Leia tudo sobre: protestosEstados Unidospolíciaassassinatotironegrosmanifestações

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas