Presidente da Argentina é hospitalizada com fratura no tornozelo

Por Agência Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

A líder argentina machucou o tornozelo quando estava em sua casa, em Río Gallegos, e antecipou o regresso a Buenos Aires para fazer exames médicos

Agência Brasil

AP
Cristina Kirchner vai deixar a presidência do país depois das eleições de outubro de 2015.

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, foi hospitalizada em Buenos Aires depois de ter sofrido uma fratura no tornozelo esquerdo, anunciou o governo. O anúncio foi feito pela unidade médica presidencial, que indicou que o tratamento requer “imobilização” e “acompanhamento”.

A líder argentina machucou o tornozelo quando estava em sua casa, em Río Gallegos, e antecipou o regresso a Buenos Aires para fazer exames médicos.

Cristina Kirchner vai deixar a presidência do país depois das eleições de outubro de 2015. Durante o mandato, ela se afastou quatro vezes das funções por problemas de saúde.

Após ausência de quase um mês, depois de ter sido hospitalizada por um problema gastrointestinal, a presidente apareceu em público na terça-feira (23) para um discurso em Buenos Aires. O problema impediu que ela comparecesse a uma reunião do G20 na Austrália.

Leia mais: Após 7 dias internada, presidente da Argentina recebe alta hospitalar

Em outubro, Cristina Kirchner se afastou das funções durante vários dias devido a uma faringite.

Em julho, também ficou afastada por causa de uma laringite, que a obrigou a cancelar uma viagem ao Paraguai.

Em março, tinha sofrido uma entorse no tornozelo esquerdo em Roma, durante visita oficial ao Vaticano.

Em novembro do ano passado foi submetida a uma neurocirurgia, que a impediu de trabalhar durante cerca de seis semanas. Isso depois de, no início de 2012, ter sido operada da tireoide.

Com 61 anos, Cristina Kirchner foi eleita pela primeira vez em 2007 e, depois para um segundo mandato, em 2011. A líder argentina sucedeu ao seu marido, Nestor Kirchner, que morreu no exercício do mandato.

Leia tudo sobre: argentinacristina kirchnermundo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas