Delta, United, US Airways, Lufthansa, KLM e Air France optaram pelo cancelamento após foguete cair próximo a um aeroporto

Companhias aéreas dos EUA e Europa suspenderam voos para o aeroporto Ben Gurion, em Israel, após foguete cair a 1,6 km de distância do local nesta terça-feira (22).

Hoje: EUA e Egito pressionam por cessar-fogo na Faixa de Gaza

Passageiro vê painel com o número dos voos no Aeroporto Internacional de Filadélfia, EUA
AP
Passageiro vê painel com o número dos voos no Aeroporto Internacional de Filadélfia, EUA


Mais cedo: Companhias aéreas dos EUA cancelam voos para Israel

A Administração Federal de Aviação dos EUA (FAA) recomendou a três operadoras norte-americanas que voam para Israel - Delta, United e US Airways - a suspender os voos por 24 horas.

As companhias aéreas europeias Lufthansa, KLM e Air France também cancelaram seus voos para Tel Aviv. O Ministério dos Transportes de Israel pediu às companhias aéreas para reverter a decisão, dizendo que o aeroporto era "seguro para pousos e decolagens".

Ontem: Hamas rejeita cessar-fogo unilateral; Israel promete manter ofensiva

"O aeroporto Ben Gurion é seguro e totalmente protegido e não há nenhuma razão para as empresas americanas paralisarem seus voos e darem poder ao terror", disse comunicado.

Receio

A Delta Air Lines e a United Airlines informaram que suspenderam o serviço entre os EUA e Israel por tempo indeterminado. A US Airways cancelou sua rota para Tel Aviv nesta terça e disse que vai monitorar a situação.

Esforço: John Kerry viaja ao Oriente Médio para pressionar por cessar-fogo em Gaza

Segundo a Delta, um Boeing 747 de Nova York estava sobrevoando o Mediterrâneo e dirigiu-se para Tel Aviv quando se virou e mudou a rota para Paris. O voo 468 tinha 273 passageiros e 17 tripulantes a bordo.

A polícia israelense confirmou que um foguete a partir de Gaza caiu em uma área perto do aeroporto. Porta-voz da polícia, Luba Samri disse que o foguete causou danos a uma casa e feriu levemente um israelense.

Companhias aéreas e os passageiros estão cada vez mais preocupados com a segurança desde a semana passada, quando um jato da Malaysia Airlines foi abatido sobre a Ucrânia matando todas as 298 pessoas a bordo. As companhias aéreas têm redirecionado aviões para evitar a área ao longo do leste da Ucrânia, onde separatistas pró-russos estão lutando contra o exército ucraniano.

A United Airlines cancelou seus dois voos diários para Israel em Newark, Nova Jérsei, de acordo com porta-voz Rahsaan Johnson. A US Airways, que tem um voo diário a partir de Philadelphia, cancelou a escala desta terça-feira e a viagem de volta a partir de Tel Aviv.

Mais cedo: Israel confirma desaparecimento de soldado

“Estamos em constante contato com a FAA e estamos monitorando a situação de perto”, disse Casey Norton, porta-voz da US Airways. A companhia aérea ainda não decidiu sobre as escalas de voos rumo a Israel de quarta em diante.

*Com AP e BBC

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.