Mandela é internado em estado grave com infecção pulmonar

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Em comunicado, governo afirma que médicos estão fazendo o possível para melhorar a saúde do ex-presidente sul-africano, de 94 anos

O ex-presidente sul-africano Nelson Mandela, 94, foi internado neste sábado em estado grave para tratar de uma infecção pulmonar que enfrenta há alguns dias. Segundo o governo, seu quadro é estável e ele foi transferido de sua casa em um subúrbio em Johanesburgo para um hospital de Pretória por volta da 1h30 (horário local) depois que seu estado de saúde se deteriorou.

Leia também: Mandela aparece frágil em primeira imagem na TV em nove meses

Em comunicado, Mac Maharaj, porta-voz para do atual presidente, Jacob Zuma, disse que Mandela está em "estado grave, mas estável" e que os médicos estão fazendo o possível para melhorar sua saúde de Mandela. No comunicado, Zuma desejou também a rápida recuperação do ícone antiapartheid e pediu respeito e privacidade.

Abril de 2013: Mandela recebe alta de hospital após tratar pneumonia

AP
Nelson Mandela aparece na TV com aparência frágil durante sua última internação em abril


Essa é a quinta vez que Mandela, que liderou a luta contra o regime de segregação racial sul-africano e se tornou o primeiro presidente negro do país em 1994, foi levado às pressas a um hospital em dois anos. A última vez aconteceu em abril, quando foi diagnosticado com pneumonia e ficou internado por dez dias.

De acordo com Maharaj, pelo menos um membro da família de Mandela está com o líder sul-africano no hospital. "Naturalmente, os membros imediatos da família têm acesso a ele e é sempre bom para o paciente ser acompanhado por alguém próximo", disse o porta-voz.

Vídeo: Netas de Mandela são estrelas de reality show

Homenagem: Veja o especial da TV iG sobre Nelson Mandela

"Mandiba", como é conhecido popularmente, deixou a presidência sul-africana em 1999 e está afastado da política há uma década. Até hoje ele ainda é reverenciado na África do Sul e no exterior como um líder da luta contra o apartheid e pela defesa da reconciliação racial durante o exercício do mandato presidencial.

Pulmões danificados

No comunicado, Zuma enviou a Mandela seus votos de uma rápida recuperação "em nome do governo e da nação" e pediu à mídia e ao público que respeitem a privacidade do líder sul-africano e sua família.

Mandela tem um histórico de problemas pulmonares que datam de quando ele contraiu tuberculose quando era prisioneiro político. Ele passou 27 anos preso em Robben Island e em outras prisões por suas tentativas de derrubar o governo de minoria branca. Acredita-se que tenha começado a ter problemas no pulmão quando trabalhava em uma pedreira prisional.

Ele contraiu tuberculose na década de 1980, quando estava detido em Robben Island. Em 1993, recebeu o Prêmio Nobel da Paz por ajudar a acabar com o apartheid e implementar um regime democrático na África do Sul.

*Com AP e BBC

Leia tudo sobre: nelson mandelamandelaáfrica do sul

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas