Robin Gibb, do Bee Gees, esteve perto da morte, dizem médicos

Equipe de hospital londrino acreditou que cantor, atualmente fora do coma, "iria sucumbir"

iG São Paulo com Reuters |

Fora do coma, Robin Gibb, um dos integrantes do grupo Bee Gees, surpreendeu a equipe médica do hospital em que está internado em Londres. Conforme comunicado dos médicos, eles "sentiram que muito provavelmente Robin iria sucumbir" aos obstáculos para uma recuperação.

Siga o iG Cultura no Twitter

O cantor, que luta contra um câncer no cólon em estado avançado, entrou em coma na semana passada , após ter contraído uma pneumonia, e recuperou a consciência no último sábado . Gibb, de 62 anos, está consciente e consegue falar com a mulher e a família.

Durante o coma do irmão Barry Gibb, também membro do Bee Gees, chegou a cantar no hospital para tentar animá-lo, contou Dwina, a mulher de Robin. Da mesma forma, seus três filhos tocaram algumas músicas.

Os médicos elogiaram a "vontade de ferro" de Gibb e afirmaram que o cantor desafiou os prognósticos. O estado do cantor no entanto, permanece incerto. Ele recebe tratamento para câncer, pneumonia e uma problema no fígado.

Ouça músicas dos Bee Gees

De acordo com o médico do artista, Andrew Thillainayagam, a pneumonia foi contraída porque Gibb estava fraco após passar por duas cirurugias e sessões de quimioterapia. Apesar da melhora, Thillainayagam disse que Gibb está exausto, extremamente fraco e desbutrido. No momento ele respira com ajuda de uma máscara de oxigênio.

Gibb fundou o Bee Gees com os seus irmãos Maurice e Barry. Eles venderam cerca de 200 milhões de discos. O grupo ficou conhecido por sucessos dos anos 1970, como "Night Fever" e "How Deep Is Your Love".

    Leia tudo sobre: robin gibbbee gees

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG