Proposta do governo para policiais federais sai na próxima semana

Policiais se reuniram nesta quarta-feira com o secretário de Relações do Trabalho do Ministério do Planejamento, Sérgio Mendonça, para apresentar reivindicações da categoria

Agência Brasil | - Atualizada às

Agência Brasil

O Ministério do Planejamento vai apresentar na próxima terça-feira (21), às 20h, uma contraproposta às reivindicações dos agentes, escrivães e papiloscopistas da Polícia Federal que estão em greve .

Servidores federais:  Grevistas desocupam ministério após governo sinalizar com proposta salarial
Entrevista:  Em semana decisiva, governo muda estratégia para encerrar greve

Agência Brasil
Policiais federais protestam em Brasília, nesta quarta-feira

Os policiais se reuniram nesta quarta-feira (15) com o secretário de Relações do Trabalho do ministério, Sérgio Mendonça, para apresentar as reivindicações da categoria: reestruturação da carreira, tabela salarial no mesmo patamar de outras categorias de nível superior (como os delegados).

Os policiais querem que a reestruturação seja feita por meio de uma lei. Isso porque muitos agentes exercem funções de alta complexidade e, no entanto, sem receber salário correspondente. A remuneração dos agentes, escrivães e papiloscopistas varia de R$ 7 mil a R$ 11 mil. Se for enquadrada ao patamar de outras categorias do serviço público federal, o teto pode chegar a R$ 13 mil.

O vice-presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais, Paulo Roberto Polônio Barreto, disse que a categoria não abre mão da reestruturação e espera que a contraproposta do governo “deixe abertura para que seja debatida.”

Após a reunião com os policiais federais, o secretário do Planejamento negocia com os técnicos administrativos das universidades federais, que também estão parados.

    Leia tudo sobre: Polícia FederalPFgreve de servidores

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG