DEM e PSDB pedem impeachment do governador de Brasília

Oposição defende deposição de Agnelo em razão das denúncias de desvio de recursos públicos quando ele era ministro do Esporte

AE |

selo

AE
Agnelo Queiroz, do PT, no dia em que foi eleito governador do Distrito Federal (31/10/2010)
O DEM e o PSDB, partidos de oposição ao governo do PT no Distrito Federal, protocolaram na tarde de hoje na presidência da Câmara Legislativa dois pedidos de impeachment contra o governador do DF, Agnelo Queiroz.

Leia também: Em gravação, lobista acusa Agnelo de receber propina

Segundo informações da Câmara Distrital, além desses pedidos, há outros três individuais que foram apresentados pelo presidente regional do DEM, Alberto Fraga; o presidente regional em exercício do PSDB, Raimundo Ribeiro; e pelo advogado Rogério Pereira.

A oposição defende o impeachment de Agnelo em razão das denúncias de desvio de recursos públicos envolvendo o governador quando este era ministro do Esporte e diretor da Anvisa.

Todos os pedidos de impeachment serão encaminhados à Procuradoria da Câmara Legislativa para análise dos requisitos jurídicos para que os documentos sigam para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que pode solicitar a criação de uma comissão especial para tratar do assunto.

Entenda o caso:

- DEM diz que pedirá impeachment de Agnelo Queiroz

- Motorista reafirma reunião entre Agnelo Queiroz e ONGs

- Denúncias no Ministério do Esporte já atingiram campanha de Agnelo

    Leia tudo sobre: orlando silvaagnelo queirozcrise no esporte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG