Hamilton Mourão e Jair Bolsonaro
Marcos Corrêa/PR
Hamilton Mourão e Jair Bolsonaro

O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou nesta quinta-feira (24), que as suspeitas envolvendo a compra da vacina indiana Covaxin são "muito barulho por nada". A aquisição do imunizante é investigada pelo Ministério Público Federal (MPF) e pela CPI do Senado .

Mourão disse que não acompanhou o pronunciamento do ministro da Secretaria-Geral, Onyx Lorenzoni , para rebater as acusações contra o governo e disse que só tem acompanhado o assunto pela imprensa:

— Não acompanhei as palavras do ministro (Onyx). Esse é um assunto que eu desconheço. Eu só estou ciente daquilo que está sendo publicado pela imprensa. Então eu não tenho nenhuma opinião a emitir a esse respeito. Na minha visão, olhando por alto os dados que estão sendo publicados, está tendo muito barulho por nada, no final das contas. Mas é turbulência isso aí — disse o vice-presidente, ao chegar no Palácio do Planalto no início da tarde.

O MPF identificou indícios de crime na compra feita pelo Ministério da Saúde de 20 milhões de doses da Covaxin e vai investigar o caso também na esfera criminal — até então, ele vinha sendo apurado em um inquérito na área cível. A dose da vacina negociada pelo governo é a mais cara entre todas as que foram contratadas pelo Ministério da Saúde, e o  processo de aquisição do imunizante foi o mais célere de todos.

Você viu?

Além disso, o servidor do Ministério da Saúde Luis Ricardo Miranda , que se recusou a assinar um recibo que previa um pagamento antecipado pela importação da vacina, disse em entrevista ao GLOBO ter se encontrado pessoalmente com o presidente Jair Bolsonaro em 20 de março para denunciar as suspeitas sobre a importação do imunizante .

Reunião com novo ministro

Mourão disse que não sabe os motivos  da saída de Ricardo Salles, com quem teve atritos, do Ministério do Ambiente. O vice-presidente relatou conhecer o  novo ministro, Joaquim Álvaro Pereira Leite, do Conselho da Amazônia e adiantou que os dois devem se reunir na sexta-feira.

— O Sales pediu demissão, né? Então, eu não sei quais foram os motivos que o levaram a pedir demissão. Então, cumpriu sua tarefa aí. O Joaquim tem trabalhado com a gente aí , ao longo desse período que eu estou no Conselho Nacional da Amazônia, ele é o secretário ali da Amazônia. A gente tem um bom relacionamento. Espero cooperação da parte dele.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários