Bolsonaro teria sido avisado sobre compra 'superfaturada' de vacinas da Covaxin, diz deputado
Reprodução
Bolsonaro teria sido avisado sobre compra 'superfaturada' de vacinas da Covaxin, diz deputado

Luis Miranda (SEM-DF), deputado federal, revelou que o  presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi avisado por ele a respeito das irregularidades no contrato de compra de vacinas da Covaxin por parte do Ministério da Saúde. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Em entrevista, Miranda diz que "no dia 20 de março fui pessoalmente, com o servidor da Saúde que é meu irmão, e levamos toda a documentação para ele [Jair Bolsonaro ]".

"Confio tanto nele, no combate a corrupção, que levei a ele [Bolsonaro]. Quando vi a corrupção ali, clara, pelo menos os indícios era de que havia algo errado ali, levei ao presidente da República", explicou o parlamentar em áudio divulgado pelo Antagonista.

Miranda informou que o contrato foi repassado a Bolsonaro após a assinatura do acordo e esperava que o presidente o revogasse. Segundo o deputado, o presidente informou que ligaria para a Polícia Federal. "É grave, obrigado por trazer para mim isso Entrarei em contato com o delegado da PF para encaminhar uma denúncia", teria dito Bolsonaro.


"Confiei nele, o chefe do executivo. Cabe agora verificar se o presidente tocou a denúncia que foi feito porque convencido de que tinha algo errado, ele estava", finalizou Miranda.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários