A ação teve apoio da Polícia Militar de São Paulo e envolveu 90 agentes federais
Reprodução
A ação teve apoio da Polícia Militar de São Paulo e envolveu 90 agentes federais

A Polícia Federal prendeu hoje (16) mais 15 pessoas acusadas de participar do roubo a bancos em Araçatuba, interior paulista, em agosto deste ano.  Ao todo, já foram presas 32 pessoas acusadas pelo mega assalto.

A ação de hoje teve apoio da Polícia Militar de São Paulo e envolveu 90 agentes federais. Foram realizadas ainda, além das prisões, 21 ações de busca e apreensão nas cidades de Araçatuba (SP), Osasco (SP), Campinas (SP), Santo André (SP), Guarulhos (SP), Monte Mor (SP), Foz do Iguaçu (PR) e na capital paulista.

A Polícia Federal tem atuado para identificar os diversos núcleos que participaram da ação.  Segundo as investigações, os criminosos se dividem por funções, com responsáveis por monitorar a ação da polícia, os que adquirem veículos para a realização do assalto e fuga e os que somente financiam o crime, participando dos lucros posteriores.

Leia Também

A estimativa da PF é que, nos diversos níveis de participação, incluindo os que efetivamente fizeram o roubo, cerca 50 pessoas estão envolvidas no crime.

O assalto

Na madrugada do dia 30 de agosto, um grupo atacou com explosivos duas agências bancárias – uma do Banco do Brasil e outra da Caixa Econômica Federal - em Araçatuba, no interior paulista. Os ladrões também espalharam explosivos por diversos pontos da cidade.

Na fuga, houve troca de tiros com a polícia e reféns foram usados como escudo,  colocados até sobre os capôs dos carros da quadrilha. Três pessoas, incluindo dois assaltantes, morreram na ação e três ficaram feridos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários