Protesto no Capitólio em 6 de janeiro, após derrota de Trump
Reprodução/Twitter
Protesto no Capitólio em 6 de janeiro, após derrota de Trump

Sete policiais que estiveram presentes na i nvasão do Capitólio em 6 de janeiro, após Biden vencer as eleições, processaram o ex-presidente Donald Trump nesta quinta-feira (26) por incitar os ataques ao Congresso estadunidense.  Cinco pessoas morreram no episódio.

Aberto em um tribunal de Washington, o processo aberto pelos policiais diz que o ataque dos grupo de extrema-direita Proud Boys e The Oathkeepers, além de agentes políticos de extrema-direita como Roger Stone e Ali Alexander, foi motivado pela retórica de Trump , que teria inflamado seus apoiadores para evitar que a vitória de Joe Biden fosse certificada.

"Trump, conjuntamente com outros acusados, fez e incentivou deliberada e persistentemente afirmações falsas de fraude eleitoral para desacreditar o resultado da eleição e incitar maliciosamente a revolta entre seus apoiadores", diz o processo.

No dia da invasão, quatro pessoas morreram: uma baleada pela polícia e outras três de causas naturais. No dia seguinte, um policial do Capitólio também foi a óbito por consequência dos ataques dos manifestantes. Mais tarde, outros quatro policiais cometeram suicídio.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários