Ex-esposa de Bolsonaro se muda para mansão milionária em Brasília
Reprodução/Eduardo Militão/UOL
Ex-esposa de Bolsonaro se muda para mansão milionária em Brasília

A ex-esposa do presidente da Jair Bolsonaro (sem partido), Anna Cristina Vale, e seu filho, Jair Renan Bolsonaro, passaram a morar em um imóvel avaliado em R$ 3,2 milhões no Lago Sul - uma das áreas mais nobres e valorizadas de Brasília. Antes dessa mudança, a dupla vivia em um apartamento de 70 metros quadrados. As informações são da jornalista Juliana Dal Piva.

Há, porém, uma incompatibilidade com os proventos de Ana Cristina e o provável custo mensal do imóvel. Isso porque as mansões do entorno da residência de Geraldo Machado possuem um aluguel de R$ 15 mil mensais. A ex-esposa de Bolsonaro atualmente trabalha como assessora parlamentar da deputada federal Celina Leão (PP-DF) e recebe um salário líquido de R$ 6.200, ou seja, pouco mais de um terço do necessário para manter-se nas mansões da região.

De acordo com o proprietário do imóvel, o corretor Geraldo Antônio Machado, a compra da mansão foi realizada dias antes da família do presidente da República se mudar. Adquirida por R$ 2,9 milhões (R$300 mil abaixo da avaliação), o rapaz relata que iria "mudar para lá [casa do Lago Sul], mas infelizmente a pessoa declinou do meu negócio aqui [casa onde vive]. Eu tive que, infelizmente, alugar. É um sonho morar no Lago [Sul] né. É bem localizado".


O anúncio de venda da residência descreve a nova moradia de Ana Cristina com "quatro suítes, com fino acabamento e todas com closet. Escada em mármore. Suíte master ampla com cerca de 100 m², abre para grande terraço com potencial para jardim, espaço fitness, solarium e outros. Closet amplo na suíte master, com excelentes armários planejados. Banheiro da suíte master com acabamento também elegante e de tamanho avantajado proporcionando conforto e espaço luxuoso. Duas suítes amplas localizadas na parte anterior da casa com amplas varandas que possibilitam vista parcial do Lago".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários