Soleimani
Reprodução
Aos gritos de "Morte à América", milhares acompanharam o cortejo do general neste sábado

Um tribunal de Bagdá, no Iraque, emitiu nesta quinta-feira (7) um mandado de prisão contra o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sob acusação de conduzir o assassinato do general iraniano Qasem Soleimani .

Há pouco mais de um ano, um  ataque aéreo ordenado por Trump matou o poderoso comandante da Força Quds, unidade especial do Exército dos Guardiães da Revolução Islâmica .

O bombardeio ocorreu em Bagdá, onde o militar iraniano participava de reuniões com milícias locais.

Segundo a imprensa iraquiana, o tribunal de Rusafa, um distrito localizado na região leste de Bagdá,emitiu a ordem de prisão nos termos do artigo 406 do código penal do país, que é assassinato premeditado . Qualquer pessoa considerada culpada deste crime é condenada à morte .

Em junho passado, o Irã também emitiu um mandado de prisão contra  Trump e pediu a intervenção da Interpol.

A decisão do tribunal de Bagdá acontece após os resultados das investigações conduzidas pelas autoridades iraquianas sobre o ataque aéreo realizado pela Força Aérea norte-americana em 3 de janeiro de 2020 na região do aeroporto de Bagdá.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários