Congresso
Reprodução/USGov
Congresso dos EUA confirmou vitória de Joe Biden na madrugada desta quinta-feira

A possibilidade de invocar a 25ª emeda da Constituição dos Estados Unidos e remover o presidente do país, Donald Trump , por falta de capacidade de "cumprir os poderes e deveres de seu cargo" ganhou força na noite desta quarta-feira (06) após a invasão de apoiadores do mandatário ao Capitólio.

Segundo a CNN, CBS, ABC, The Washington Post e The New York Post, diversos deputados e senadores republicanos começaram a debater seriamente o assunto por considerarem que a sanidade mental de Trump "está fora de controle".

Diferentemente do processo de impeachment , do qual o mandatário se livrou no em 2019 , a ativação da 25ª emenda precisa ser liderada pelo vice-presidente me exercício, Mike Pence - no primeiro caso, o assunto é tratado apenas pelo Congresso.

A medida, obviamente, conta com o apoio de grande parte dos democratas e pode ocorrer mesmo faltando apenas duas semanas para o fim do mandato de Trump, que fará a  transferência de poder para Joe Biden em 20 de janeiro.

Um grupo de parlamentares, inclusive, enviou uma carta para Pence em que pedem para ele começar o processo, após o discurso de Trump que incitou os apoiadores a irem ao Capitólio "felicitar" os deputados e senadores antes da sessão formal que certificou a vitória eleitoral de Biden . No documento, os legisladores afirmam que Trump não está "mentalmente saudável" por não conseguir reconhecer sua derrota nas urnas até hoje.

Impeachment

Já o grupo de deputadas democratas conhecidas como Squad - Ilham Omar, Alexandria Ocasio-Cortez, Rashida Tlaib e Ayanna Pressley - se manifestou a favor de mais um pedido de impeachment de Trump.

AOC usou seu Twitter para publicar a palavra "Impeach!", enquanto Omar informou que já estava trabalhando no documento formal para pedir que a Casa analise o pedido de maneira urgente. "Não podemos permitir que ele continue no poder, é uma questão de preservar a nossa República e precisamos cumprir nossos votos", escreveu a deputada por Minnesota.

Além das parlamentares, diversas associações que atuam no lobby do Congresso também se manifestaram favoráveis ao afastamento do presidente , como a Associação de Manufatura e das Pessoas de Cor.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários