Manifestantes pró-Trump invadem o Capitólio
Reprodução/CNN
Manifestantes pró-Trump invadem o Capitólio

Entidades internacionais condenaram os atos realizados por manifestantes pró-Trump nos Estados Unidos . O secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, se referiu às cenas na capital americana como "chocantes", em suas redes sociais. Ele ainda ressaltou que "o resultado dessa eleição democrática precisa ser respeitado".

Já o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, também se manifestou. "O Congresso dos Estados Unidos é um templo da democracia. Testemunhar as cenas desta noite em Washington DC é um choque", afirmou. "Confiamos nos EUA para assegurar uma transferência pacífica de poder para Joe Biden", concluiu. 

No Hemisfério Ocidente, a Organização dos Estados Americanos (OEA) também publicou uma nota denunciando a situação .



"A Secretaria-Geral da OEA condena e repudia os ataques contra instituições que estão sendo perpetrados hoje nos Estados Unidos por manifestantes que desconhecem os recentes resultados eleitorais".

A entidade disse também que "a democracia tem seu pilar fundamental na independência dos Poderes do Estado, que devem atuar totalmente livres de pressões" .

"O exercício da força e o vandalismo contra as instituições constituem um sério atentado ao funcionamento democrático", afirmou o órgão, que costuma se aliar ao governo americano. 

"É necessário recuperar a racionalidade e encerrar o processo eleitoral de acordo com a Constituição e os procedimentos institucionais correspondentes", completou a OEA. 

A OEA foi inclusive acusada de ter sido instrumentalizada por Trump nos últimos anos para pressionar regimes na América Latina, como por exemplo o da Venezuela.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários