Governador da Bahia, Rui Costa, em visita à cidade baiana atingida pelas chuvas
Fernando Vivas/ GOVBA
Governador da Bahia, Rui Costa, em visita à cidade baiana atingida pelas chuvas


O governador Rui Costa (PT) não reagiu diretamente contra a decisão do governo federal de recusar ajuda da Argentina para a Bahia, mas tem frisado que vai viabilizar ações necessárias para a recuperação das cidades atingidas pelas chuvas, independente das medidas do governo Jair Bolsonaro.


Na noite de quarta-feira (29), a assessoria do governo estadual divulgou uma nota à imprensa em que disse que "não vai ficar de braço cruzado esperando recurso" para socorrer os desabrigados. A declaração foi feita em videoconferência com prefeitos do Sul da Bahia, região mais afetada neste segundo ciclo de chuvas, no fim de dezembro.


Na ocasião, o petista disse que tem dinheiro em caixa para atender as famílias atingidas. Um auxílio financeiro , cujo valor ainda não foi estabelecido, será repassado às vítimas.


Leia Também

Mais cedo, no Twitter, Rui voltou a defender essa posição. "Mesmo que não venham recursos federais, o governo do estado reconstruirá todas as casas e as cidades que foram destruídas com as chuvas na Bahia. Vamos estabelecendo prioridades e, ao longo de 2022, em parceria com os municípios, nós vamos garantir uma moradia digna às pessoas", ressaltou.



Ajuda internacional

O governo da  Argentina ofereceu envio imediato de 10 profissionais especializados nas áreas de água e saneamento, logística e apoio psicossocial à Bahia, mas o Ministério das Relações Exteriores dispensou a ajuda. Nesta quinta (30), o presidente da República disse que o apoio  "não seria necessário".


Estragos na Bahia

Cidades do Sul, Extremo Sul, Sudoeste e do Recôncavo baiano têm sofrido com fortes chuvas desde o início do mês. Os temporais devastaram diversos municípios, provocaram a  morte de 24 pessoas e deixaram outras 434 feridas. Há ainda 37.324 desabrigadas e 53.934 desalojadas, segundo o balanço divulgado pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec) na noite de ontem.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários