Governador da Bahia, Rui Costa
PrintScreen Vídeo Twitter @costa_rui
Governador da Bahia, Rui Costa


Entre as medidas de assistência às  famílias atingidas pelas enchentes na Bahia está um auxílio financeiro. O benefício foi anunciado pelo governador Rui Costa (PT) na noite desta segunda-feira (27) e será executado dentro do programa Estado Solidário, iniciativa que já contempla ações que visam apoiar a população durante a pandemia.


O valor, no entanto, ainda não foi definido. "Nós estamos estimando a quantidade de pessoas pra depois estipular o valor. Há uma estimativa nossa de que esse número chegue aí a 50 mil pessoas", disse Rui durante reunião de trabalho na base de apoio montada em Ilhéus, na região Sul, a mais afetada com as enchentes.


Na manhã desta terça (28), no Twitter, ele explicou que a preferência foi pelo envio de dinheiro e não de materiais, como colchões e geladeiras, porque “demoraria muito”. “Neste momento, estamos realizando o cadastro de pessoas que perderam seus bens”, adiantou, acrescentando que o auxílio deve servir para que as famílias adquiram o básico.


Ontem, o petista também anunciou a extensão da Tarifa Social da Empresa de Águas e Saneamento da Bahia (Embasa) no mês de dezembro. Esse benefício será válido para todas as residências, comércios e prestadores de serviços que tiveram prejuízos com as enchentes nas cidades em situação de emergência por causa das chuvas.

Leia Também


Já a Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba), empresa do Grupo Neoenergia, se comprometeu a doar mais 1.000 geladeiras, além das 500 oferecidas anteriormente. O eletrodoméstico também será distribuído pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil do Estado (Sudec). As primeiras entregas começam nesta semana e devem beneficiar moradores de 11 cidades do Extremo Sul, onde as chuvas provocaram maior devastação no início do mês.

Ajuda federal

O presidente Jair Bolsonaro (PL) também anunciou  ajuda financeira às famílias atingidas na Bahia. O chefe do Executivo nacional disse que no início de janeiro vai editar uma medida provisória (MP) com crédito extraordinário de R$ 200 milhões. Ele ainda não detalhou como os recursos serão utilizados.


Estragos na Bahia

As enchentes têm destruído residências e comércios durante todo o mês de dezembro. Nos últimos dias, o estrago maior foi na região Sul, mas o Sudoeste, o Extremo Sul e o Recôncavo baiano também foram muito atingidos. Na tarde desta segunda (27), a Sudec atualizou os números: são 20 mortos , 358 feridos, 31.405 pessoas desabrigadas e 31.391 desalojadas. Ao todo, 471.009 pessoas foram afetadas pela tragédia.


As mortes ocorreram nos municípios de Amargosa (2), Itaberaba (2), Itamaraju (4), Jucuruçu (3), Macarani (1), Prado (2), Ruy Barbosa (1), Itapetinga (1), Ilhéus (1), Aurelino Leal (1) e Itabuna (2). Cem cidades estão em situação de emergência.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários