Obama diz estar profundamente entristecido por mortes de afegãos

Presidente dos EUA diz que assassinato de civis cometidos por soldado norte-americano não reflete o respeito do país pelo povo afegão

Reuters |

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse neste domingo que está "profundamente entristecido" pelos assassinatos de civis afegãos cometidos por um soldado norte-americano . Para ele, o incidente, que provavelmente inflamará as tensas relações EUA-Afeganistão, não reflete o respeito dos EUA pelo povo afegão.

"Este incidente é trágico e chocante e não representa a qualidade excepcional de nossa força militar e o respeito que os Estados Unidos têm para com o povo do Afeganistão", disse Obama em um comunicado.

Presidente afegão: Massacre de civis é 'imperdoável'

Já o secretário de Defesa, Leon Panetta, ofereceu suas condolências ao presidente afegão, Hamid Karzai.

"Eu condeno esse tipo de violência e estou chocado e entristecido com o fato de um funcionário a serviços dos EUA ser acusado de estar envolvido, claramente agindo fora de sua cadeia de comando", Panetta disse em um comunicado.

"Uma investigação completa já está em andamento. Um suspeito está sob custódia e eu dei ao presidente Karzai minhas garantias de que vamos trazer os responsáveis à justiça", disse Panetta.

Reuters
Homens afegãos investigam um dos locais do massacre, na província de Kandahar

O episódio pode afetar ainda mais a imagem dos soldados americanos no Afeganistão. No mês passado, tropas do país queimaram várias cópias do Corão , o livro sagrado do Islã. As forças americanas disseram que os livros foram queimados por engano. Uma série de protestos devido ao episódio deixou 30 mortos, entre eles seis soldados americanos.

    Leia tudo sobre: MUNDOEUAOBAMAAFEGAO

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG