Dona de salão cobra mais de clientes brancos e é multada

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Corte de cabelo para brancos custava 10 euros, enquanto para negros saía por apenas 6. Em entrevista, dona alfinetou clientes

Uma mulher foi multada pelas autoridades italianas após praticar racismo. Imigrante originária da África identificada apenas como Gloria, ela cobrava mais de clientes brancos em seu salão de beleza.

Um corte de cabelo para brancos, por exemplo, custava 10 euros, enquanto para negros saía por apenas 6. O valor para fazer a barba também tinha diferença: 5 euros para brancos e 3 para negros.

O valor para fazer a barba no salão também tinha diferença: 5 euros para brancos e 3 para negros
Reprodução/Facebook
O valor para fazer a barba no salão também tinha diferença: 5 euros para brancos e 3 para negros

O caso foi denunciado após o prefeito de Pádua (Itália), Massimo Bitonci, publicar a foto da tabela de preços do salão no Facebook. O vereador Fabrizio Boron criticou a atitude da mulher. "Somos contra o racismo. Pádua sem apartheid", afirmou.

Leia também:

Chanceler belga pinta rosto de preto e causa polêmica

Justiça investiga detenções motivadas por racismo na Califórnia

Em entrevista ao site "Mattino di Padova", Gloria se defendeu. "Não é racismo. Eu cobro menos [dos negros] porque eles reclamam menos e aí eu termino mais rápido o meu trabalho", alfinetou.

As informações são do jornal "La Repubblica".

Leia tudo sobre: racismopreconceitomultaitália

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas