AirAsia: governo indonésio não confirma se objeto avistado é do avião

Por Agência Brasil * |

compartilhe

Tamanho do texto

Aeronave da AirAsia que fazia o voo QZ8501 da Indonésia para Cingapura está desaparecido desde domingo (28), noite de sábado (27) no Brasil

Agência Brasil

O vice-presidente da Indonésia, Jusuf Kalla, não confirmou que o objeto encontrado hoje (29), no mar, seja do voo Airbus 320-200 da AirAsia, desaparecido desde domingo (28), com 162 pessoas a bordo.

Numa entrevista em Surabaia, no Leste da Indonésia, de onde o avião da AirAsia decolou, no domingo (28), o vice-presidente disse que "não é possível verificar se esse dado é correto".

LEIA: Manchas de óleo e objetos são vistos durante buscas pelo avião da AirAsia

Técnico inspeciona avião da AirAsia antes de decolagem no Aeroporto Internacional Soekarno Hatta, em Jacarta, na Indonésia. Foto: Getty Images/Oscar SiagianTony Fernandes, CEO da AirAsia, durante coletiva de imprensa em Surabaya, na Indonésia. Foto: Getty Images/Oscar SiagianA AirAsia criou um centro de crise no aeroporto de Surabaya, de onde saiu o avião do voo 8501. Foto: APA AirAsia criou um centro de crise no aeroporto de Surabaya, de onde saiu o avião do voo 8501, para atender os parentes dos passageiros. Foto: AP Photo/TrisnadiFamiliares dos passageiros do AirAsia QZ8501 clamam por notícia durante uma reunião com funcionários do centro de crise no aeroporto internacional Djuanda. Foto: Oscar Siagian/Getty ImagesAutoridades responsáveis pelas buscas da aeronave do voo 8501 da AirAsia suspenderam as atividades em razão do mau tempo e do começo da noite na Indonésia. Foto: Oscar Siagian/Getty ImagesSunu Widyatmoko, CEO da AirAsia, fala a imprensa no aeroporto Djuanda Internacional, em Surabaya, na Indonésia. Foto: Oscar Siagian/Getty ImagesParente dos passageiros do voo AirAsia QZ8501 chora enquanto espera notícias do avião desaparecido no aeroporto de Surabaya. Foto: AP Photo/TrisnadiJornalistas tentam entrevistar familiares dos passageiros do voo 8501 da AirAsia no aeroporto de Cingapura. Foto: AP Photo/Xinhua, Then Chih WeyFamiliares aguardam notícias sobre destino do voo da AirAsia, que desapareceu neste sábado (27). Foto: AP Photo/TrisnadiFamiliares conferem lista com nomes dos tripulantes e passageiros do voo da AirAsia desaparecido. Foto: AP Photo/TrisnadiPassageiros e tripulação somam 162 pessoas no voo da AirAsia. Foto: AP Photo/Wong Maye-EFamiliar observa toten da AirAsia que informa sobre voo desaparecido. Foto: AP Photo/Wong Maye-EFamiliares e amigos de passageiros e tripulantes aguardam informações no Aeroporto de Cingapura. Foto: AP Photo/Wong Maye-EAirAsia nunca havia perdido aeronaves, mas região foi cenário de desastre aéreo em março. Foto: Reuters/BBCPiloto da Air Asia pediu para usar rota pouco usual logo antes de perder contato. Foto: Reuters/BBCDois aviões fazem buscas aos Airbus 320 da AirAsia. Foto: Divulgação

As autoridades indonésias indicaram que o objeto avistado por um avião de reconhecimento australiano se encontra a 1.127 quilômetros da última posição conhecida do avião desaparecido.

Jusuf Kalla acrescentou que as autoridades ainda procuram sobreviventes, mas reconheceu estar preparado para "o pior", citando exemplos recentes semelhantes, como o desaparecimento do voo MH370 da Malaysia Airlines.

"Estamos trabalhando arduamente", frisou, acrescentando que estão envolvidos nas buscas 30 embarcações e 15 aviões e helicópteros.

Até o momento, a Indonésia recebeu ofertas de apoio para as buscas da Malásia, de Singapura, da Austrália, da França, dos Estados Unidos e do Reino Unido, segundo o governante. Jusuf Kalla admitiu que o trabalho tem sido difícil, devido ao mau tempo.

O vice-presidente da Indonésia falou com os jornalistas depois de um encontro com os parentes das vítimas no aeroporto de Surabaia.

* da Agência Lusa

Leia tudo sobre: airasiaair asiaqz8501voo 8501indonésiamalásiaavião

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas