Museu Van Gogh, em Amsterdã, fecha as portas para reforma

Parte do acervo será exposta no Hermitage na capital holandesa; museu reabre só em 2013

iG São Paulo com EFE |

Divulgação
Autorretrato de Van Gogh exposto no museu

O museu Van Gogh, em Amsterdã, na Holanda, fechou suas nesta segunda-feira (24) para realizar uma reforma de suas instalações, que se estenderá até maio 2013. As obras mais conhecidas do famoso pintor holandês, no entanto, seguirão expostas no Hermitage da capital holandesa, uma filial do famoso museu Hermitage de São Petersburgo.

Siga o iG Cultura no Twitter

"Trata-se de uma pequena reforma de caráter técnico para atendermos a lei de segurança do edifício. A retirada de toda a coleção é porque também renovaremos toda a instalação climática que mantém os quadros na temperatura adequada", explica a porta-voz do museu, Ingrid Looijmans.

Ela afirma que um total de 75 quadros de Vincent Van Gogh (1853-1890), entre eles os "mais conhecidos e queridos" pelo público, ficarão expostas no Hermitage.

"Não é que organizamos uma exposição no Hermitage. Nos mudamos temporariamente para uma de suas asas para que o público possa seguir desfrutando da obra de Van Gogh", assinala a porta-voz.

Ingrid também afirmou que a mudança temporária do Van Gogh dará uma "oportunidade única aos amantes da arte", já que as obras do conhecido artista holandês "serão mostradas paralelas a uma exposição dedicada aos impressionistas".

A restauração do museu Van Gogh, cujo valor não foi divulgado, sucede a realizada no Rijsksmuseum, que, após 12 anos de reforma voltará a ser reaberto no próximo mês de abril , e a do museu Stedelijk, reinaugurado no último fim de semana.


    Leia tudo sobre: van goghmuseuarte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG