Dilma lamenta morte de diretor do Estadão: 'Foi homem de convicções'

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Ruy Mesquita, que faleceu aos 88 anos em razão de um câncer de base de língua,comandava desde 1996 O Estado de S.Paulo. Ele havia sido diagnosticado com um câncer de língua

Reprodução
Ruy Mesquita era diretor do jornal O Estado de S. Paulo

A presidente Dilma Rousseff lamentou na noite desta terça-feira (21) a morte do diretor do jornal O Estado de São Paulo, Ruy Mesquita, que faleceu aos 88 anos em razão de um câncer de base de língua.

Leia também: Diretor do jornal O Estado de S. Paulo morre aos 88 anos

"Ruy Mesquita foi um homem de convicções. Diretor do jornal O Estado de S. Paulo, criador do inovador Jornal da Tarde, Doutor Ruy – como era conhecido – foi símbolo de uma geração da imprensa brasileira. Neste momento de dor, presto a minha solidariedade à família e amigos", afirmou por meio de comunicado à imprensa.

Ruy Mesquita começou no jornalismo em 1948 e foi redator e editor de Internacional em O Estado de S. Paulo até que em 1966 assumiu a direção do então recém-criado Jornal da Tarde.

Foi o único jornalista brasileiro a entrevistar Fidel Castro logo após a Revolução Cubana. Foi um dos articuladores, ao lado dos militares, do golpe de 1964, ao qual passou a fazer oposição pouco depois.

Neto do fundador de O Estado de S. Paulo, um dos grupos mais tradicionais de mídia do País, Ruy comandava o jornal desde 1996, após a morte de seu irmão Julio de Mesquita Neto. Deixa a mulher, Laura Maria Sampaio Lara Mesquita, os filhos Ruy, Fernão, Rodrigo e João, netos e um bisneto.

O Estado de S. Paulo é o mais antigo jornal da capital paulista ainda em circulação. Além dele, o Grupo Estado, de propriedade da família Mesquita, também controla a empresa de classificados OESP Mídia, a agência de Notícias Agência Estado e as rádios Estadão e Eldorado.

Segundo o ranking de 2012 da Associação Nacional de Jornais, O Estado de S.Paulo é o quarto maior jornal do país, com uma circulação de 235 mil exemplares.


 

 

Leia tudo sobre: Ruy MesquitaO Estado de S.PaulojornaldiretorDilma

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas