Assinado termo que prorroga permanência do Exército no Alemão

Em março, a Secretaria Estadual de Segurança começará a implantar UPPs na região

iG Rio de Janeiro |

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral , e o ministro da Defesa, Celso Amorim, assinaram nesta segunda-feira o termo que oficializa a prorrogação da permanência da Força de Pacificação nos complexos do Alemão e da Penha até junho de 2012. Instalada em dezembro de 2010, a tropa conta com cerca de 1.600 militares e mais de 200 policiais militares e civis, distribuídos em duas bases.

Leia também: Implantação de UPP no Alemão terá início em março de 2012

Shana Reis
O governador Sérgio Cabral ao lado do ministro da Defesa, Celso Amorim
A partir de março do ano que vem, a Secretaria Estadual de Segurança planeja implantar gradativamente oito Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) nos complexos do Alemão e da Penha, quatro em cada comunidade. Mais de 2 mil policiais estão sendo preparados pela Academia de Formação de Praças, em Sulacap, para trabalhar nas unidades.

No primeiro mês, 500 policiais vão ser destacados. Outros 500 ocuparão a UPP em abril, mais 500 em maio e 700 junho, totalizando 2.200 agentes. Os militares da Força de Pacificação vão permanecer nos complexos de favelas até esse cronograma ser concluído.

“É muito bom poder contar mais uma vez com o Exército nesse processo de continuação de instalação de UPPs”, disse Cabral. “Assumir em junho os complexos do Alemão e da Penha nos dará fôlego e ajudará a antecipar os calendários de projetos do governo”, completou o governador, confirmando o reforço de sete mil novos policiais no patrulhamento ostensivo do Rio de Janeiro em 2012.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG