Polícia investiga assassinato de procuradora em Minas Gerais

Ana Alice de Melo, de 35 anos, foi encontrada morta em condomínio de luxo, em Nova Lima. Marido é o principal suspeito, diz delegada

Denise Motta, iG Minas Gerais |

A Polícia Civil de Nova Lima, região metropolitana de Belo Horizonte, investiga o homicídio da procuradora Ana Alice Moreira de Melo, de 35 anos. O crime aconteceu na madrugada desta quinta-feira (01) na mansão da vítima, em um condomínio de luxo chamado Vila Alpina.

Leia outros casos de violência contra a mulher
Depoimento: 'Uma família linda, quem vê de fora não imagina', diz amiga de procuradora

De acordo com a delegada do 4º DP, responsável pelas investigações, Renata Ribeiro Fagundes, o principal suspeito é o empresário Djalma Brugnara Veloso, de 49 anos, marido da vítima. Ele ainda não foi encontrado pela polícia e é considerado foragido.

Divulgação e Reprodução
O casal Djalma Veloso e Ana Alice de Melo. Ela foi encontrada morta nesta madrugada

Veloso havia sido intimado para depor nesta quarta-feira (01), véspera do dia do crime, mesma data em que foi instaurado um inquérito para apurar ameaças feitas por ele à mulher. Conforme a delegada, Ana Alice foi à delegacia na última quarta-feira, dia 24, para registrar ocorrência de ameaça e, na ocasião, pediu medidas protetivas previstas pela Lei Maria da Penha.

Ana Alice queria poder deixar o lar sem prejuízo aos seus direitos, sem que configurasse abandono. Este tipo de medida geralmente é utilizada para que a mãe, por exemplo, não perca a guarda de seus filhos ao deixar sua casa, temporariamente, no caso de agressões ou ameaças feitas pelo companheiro.

AE
Mansão do casal no condomínio Villa Alpina, em Nova Lima, região metropolitana de BH
Na delegacia, segundo a delegada Renata, ela mesma teria aconselhado Ana Alice a deixar sua casa com os filhos devido constantes ameaças que recebia de Veloso. Ainda assim, a procuradora retornou para casa.

Leia também: Preso ex-namorado de mulher assassinada na zona sul de São Paulo

Nesta madrugada, entre 4h e 5h, a discussão do casal foi mais intensa. Em meio a gritaria e acusações, a empregada - que também cuida dos dois filhos do casal, de dois e de quatro anos - levou as crianças para o banheiro da casa para protegê-las. Percebendo o fim da briga, a babá deixou o banheiro e encontrou o corpo de Ana Alice com várias perfurações. A empregada é considerada uma testemunha importante nas investigações e deve prestar depoimento ainda nesta quinta-feira.

A Polícia Militar foi acionada e esteve no local, por volta de 5h30. Foi neste momento que policiais militares coletaram informações de que, inconformado com a separação, o empresário teria assassinado a mãe de seus filhos a facadas. "Eles estavam em processo de separação, mas não sei dizer se ele ou ela já tinha deixado a casa. As informações que temos é de que houve uma discussão seguida do homicídio. O corpo dela foi encontrado no quarto. Estamos em perseguição porque a situação de flagrante ainda existe. Já foi requerido à Justiça um pedido de prisão dele, pois ainda encontra-se foragido", explicou a delegada responsável pelo caso. A arma do crime ainda não foi encontrada.

A delegada Renata Fagundes contou também que já notificou as polícias rodoviárias Federal e Estadual, assim como autoridades nos aeroportos de Minas Gerais, pois teme que Djalma, empresário do ramo de locação de veículos, tente deixar o País. Antes de deixar a residência onde ocorreu o crime, por volta das 4h, ele recolheu vários documentos, incluindo o passaporte.

Em nota, a Procuradoria-Geral Federal (PGF), ligada à AGU, lamentou a morte de Ana Alice e afirmou que "serão tomadas todas as medidas necessárias, de sua alçada, para que o assassino seja condenado". Mestre em Direito Ambiental pela Faculdade Milton Campos, Ana Alice era procuradora desde 2002 e já havia atuado também no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

* Com informações de Carolina Garcia, iG São Paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG