Simone Tebet fala sobre candidatura da terceira via
Reprodução / CNN Brasil - 25.05.2022
Simone Tebet fala sobre candidatura da terceira via

Nesta quarta-feira (25), durante coletiva de imprensa, a senadora Simone Tebet (MDB) falou pela primeira vez sobre a candidatura da terceira via após o Cidadania anunciar apoio à pré-candidatura de Tebet para concorrer à Presidência da República .

"Aqui eu quero de público dizer que estou pronta e estou preparada. Me sinto honrada com essa missão, ciente das responsabilidades e com fé em Deus de que vamos para o segundo turno e no segundo turno o centro democrático vai ganhar as eleições", disse ela.

Na ocasião, Tebet falou que quer 'quebrar' a polarização que permeia disputa ao Planalto. "São dois lados da mesma moeda que se retroalimentam do discurso ideológico de ódio, que não conhecem ou não falam do Brasil real, que hoje passa fome. É contra essa polarização que nós nos apresentamos de uma forma bem objetiva, vamos nos apresentar ao Brasil e dizer: 'Vamos falar menos de Lula e de Bolsonaro e vamos falar mais do Brasil'", afirmou Tebet.

De acordo com as últimas pesquisas eleitorais, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o atual presidente, Jair Bolsonaro (PL), aparecem em primeiro e segundo lugares , respectivamente, liderando a corrida presidencial.

Ainda, ao ser questionada sobre a operação que deixou 25 mortos na Vila Cruzeiro (RJ), na madrugada dessa terça (24) , Tebet afirmou que "o que houve foi um massacre". "Ninguém, nenhum dirigente seja quem for, o presidente da República, o cidadão mais comum, tem o direito de festejar a morte de quem quer que seja", afirmou. 

"A questão de segurança pública no Brasil é séria, lugar de bandido é na cadeia, mas o papel da polícia é de prevenção, de repressão, de utilizar-se da inteligência para poder abordar, prender e deixar com a Justiça o papel que lhe cabe. De julgar e condenar."

A senadora também falou sobre a  desistência do ex-governador João Doria (PSDB) da disputa ao Planalto e disse que o paulista "sempre foi um aliado" e que "ninguém vai tirar de Doria o mérito de ter acelerado a compra de vacinas no Brasil". "O PSDB sempre foi companheiro de luta do MDB e vice-versa. Quando o PSDB esteve no poder, o MDB deu sustento aos oito anos do governo do PSDB. A minha relação com o PSDB é da mais profunda amizade", acrescentou.

Pressão por saída de Doria

Nesta semana, Doria anunciou a desistência da pré-candidatura ao Planalto devido à falta de apoio político do partido . Em discurso nessa segunda (23), o ex-governador afirmou ia se retirar da disputa por acreditar que a cúpula da legenda escolheria outro nome com mais aderência interna.

O MDB, PSDB e Cidadania têm um acordo para lançar uma candidatura única da chamada 'terceira via' , que busca viabilidade para tentar derrotar Lula e Bolsonaro.

A avaliação foi que Doria já tinha chegado a um limite nas pesquisas eleitorais, enquanto Tebet ainda tem margem para crescimento. Doria enfrentava resistências internas no PSDB e dos partidos da 'terceira via'.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

** Letícia Moreira é jornalista formada pela Faculdade Cásper Líbero. No Portal iG, trabalha nas editorias de Último Segundo e Saúde, cobrindo assuntos como cidades, educação, meio ambiente, política e internacional.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários