Carlos Lupi, presidente do PDT
PDT.org - Reprodução
Carlos Lupi, presidente do PDT

O presidente do PDT, Carlos Lupi, disse nesta sexta-feira (12) que, caso o segundo turno da eleição para presidente da República em 2022 seja disputado por Lula (PT) e Bolsonaro (sem partido), seu partido apoiará o petista. A declaração foi dada em entrevista ao UOL .

Apesar de preferir Lula a Bolsonaro, Lupi descarta apoiar o ex-presidente no primeiro turno, já que o PDT lançará Ciro Gomes. Lupi ainda declarou ser contra outras candidaturas de direita, como Doria (PSDB) e Sergio Moro (Podemos).

"Estaremos contra o palanque onde estará Bolsonaro e seu grupo... O que eu chamo de adjacente é o que tem a política da direita, política raivosa, odienta. O Mouro é, acho que o Doria tem essa característica. Já não acho Eduardo Leite (PSDB) com essa característica", disse Lupi.

Lupi já foi ministro dos governos Lula e Dilma, tendo ocupado a pasta do Trabalho e Emprego, Ele saiu do governo após denúncias de irregularidades no ministério, declarações polêmicas e perda de apoio entre os próprios colegas do PDT.

Leia Também


Ciro x Lula

Sobre os ataques constantes feitos por Ciro Gomes a Lula , Lupi diz que são apenas diferenças políticas e que cada um tem seu estilo de fazer campanha.

O pedetista ainda afirmou que Lula foi um bom presidente, apesar de apontar algumas ressalvas.

"Foi um presidente que gerou muito emprego para os pobres, que fez uma política social muito boa, mas, ao mesmo tempo, foi o presidente da República que mais ajudou os grandes conglomerados nacionais e internacionais. Foi também o presidente que mais fez o sistema financeiro ganhar dinheiro. Esta para mim é a nossa diferença", disse Lupi.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários