Ataque russo na Ucrânia
Reprodução / TV Band
Ataque russo na Ucrânia

Na madrugada desta quinta-feira (24), a Ucrânia começou a registrar explosões e bombardeios após ordem do presidente russo Vladimir Putin, que informou que começaria uma "operação militar especial" no território . O mandatário também alertou para outros países não interferirem ou "sofrerão consequências nunca antes vistas".

Desde então, a população local vive em um cenário de medo e muitos moradores tentam deixar o país , na tentativa de fugir do conflito.  Imagens mostram vias da região com o tráfego parado e filas para embarcar em trens.

Veja algumas das principais imagens do ataque:








Leia Também

Leia Também



O exército russo disse usar "armas de alta precisão" na ofensiva militar . "Infraestrutura militar, instalações de defesa aérea, aeródromos militares e a aviação das forças armadas ucranianas estão sendo neutralizadas com armas de alta precisão", informou o Ministério da Defesa russo.

Até o momento, ao menos 67 pessoas morreram, entre civis e militares, após o avanço das tropas russas, de acordo com um assessor presidencial e autoridades regionais. Na manhã de hoje, o governo ucraniano já tinha confirmado a morte de 40 militares e 12 civis.

Somente na região de Odessa, 18 pessoas morreram após bombardeio contra uma base militar .


Mísseis russos caíram em grande quantidade sobre cidades ucranianas. O país relatou colunas de tropas cruzando as fronteiras nas regiões Leste de Chernihiv, Kharkiv e Luhansk, e desembarcando por mar nas cidades portuárias de Odessa e Mariupol, no Sul.

Explosões, tiros e sirenes também podem ser ouvidos em diversos pontos da Ucrânia. 

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários