Papa Francisco
Vatican Media
Papa Francisco


O papa Francisco voltou a pedir a paz na Ucrânia em meio ao aumento da  tensão na fronteira com a Rússia e as afirmações ocidentais de que Moscou pode invadir a nação a qualquer momento.


"São preocupantes as notícias que chegam da Ucrânia. Confio à intercessão da Virgem Maria e à consciência dos responsáveis políticos para que sejam feitos todos os esforços pela paz. Rezemos em silêncio", disse Francisco ao fim da oração do Angelus neste domingo (13).


O líder da Igreja Católica vem pedindo orações pelos ucranianos desde o fim de novembro do ano passado e, em 26 de janeiro deste ano, chegou a instituir um dia de reza para a paz na nação.


A fala de Francisco se justifica por conta da grande tensão que atinge o país do leste europeu, que vê os riscos de conflito aumentarem dia após dia.

Leia Também


Neste sábado (12), por exemplo, uma série de nações pediram para que seus cidadãos deixem o território ucraniano pelo risco de um conflito civil e inúmeras discussões foram realizadas entre aqueles que lideram as negociações.


Para os países ocidentais - Estados Unidos e Reino Unido e parte da União Europeia - a Rússia pode invadir a Ucrânia "a qualquer momento" e desencadear uma nova guerra menos de sete anos após a interrupção da última.



Já Moscou chamou as acusações ocidentais de  "histeria e alarmismo" com o objetivo de fazer uma "propaganda" contra o país.


De qualquer maneira, a situação permanece tensa e os norte-americanos continuam a dizer que o Kremlin ordenará um ataque ainda em fevereiro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários