Afegãos se agarram a aviões em Cabul para tentar fugir do Talibã
Reprodução/Twitter
Afegãos se agarram a aviões em Cabul para tentar fugir do Talibã


Fontes do Itamaraty confirmaram ao jornalista Jamil Chade, do UOL, que o Brasil pode anunciar uma iniciativa para acolher afegãos em situação de extrema vulnerabilidade. A medida seria uma espécie de visto humanitário para um número específico de pessoas.

Nesta quarta-feira (18), o governo brasileiro assinou uma declaração junto a Europe e Estados Unidos afirmando estar "profundamente preocupado" com a  situação de mulheres e meninas no Afeganistão após a  invasão pelo grupo extremista Talibã.

Na próxima semana, ainda de acordo com Chade, o Brasil vai patrocinar uma reunião de emergência do  Conselho de Direitos Humanos da ONU para discutir o assunto.

De acordo com a organização, quase 600 mil pessoas no Afeganistão tiveram de deixar suas residências desde o começo de 2021 em busca de proteção dentro do próprio país. As entidades internacionas, no entanto, afirmam que a comunidade internacional deve se preparar para um  possível exôdo.

O governo dos EUA já anunciou um pacote de US$ 500 milhões para planejar a chegada de pessoas vindas do Afeganistão. A Europa, por sua vez, ainda avalia de que forma poderá axuliar os refugiados sem pressionar as fronteiras do continente. Outros governos, como Uganda, também se disponibilizaram a receber afegãos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários