Avião superlotado no Afeganistão
Reprodução
Avião superlotado no Afeganistão

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) estima que cerca de 400 mil pessoas estejam em fuga no  Afeganistão devido à tomada do poder pelo  grupo extremista Talibã, sendo que metade desse contingente é formado por crianças.

O número foi divulgado pelo porta-voz do Unicef na Itália, Andrea Iacomini, em entrevista à emissora RaiUno. "Há neste momento 400 mil pessoas em fuga no Afeganistão, sendo que a metade são meninas e meninos. É preciso fazer tudo o que for possível para proteger todos", disse.

Já a agência das Nações Unidas para refugiados (Acnur) pediu a proibição de repatriações forçadas de afegãos, inclusive de solicitantes de refúgio que tiveram seus pedidos recusados.

Com a deterioração da situação no Afeganistão, o Acnur se diz preocupado com o risco de violações dos direitos humanos contra civis, principalmente mulheres, e pede que países vizinhos mantenham suas fronteiras abertas para deslocados.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários