Jair Bolsonaro (PL) em coletiva sobre Petrópolis
reprodução / TV Brasil
Jair Bolsonaro (PL) em coletiva sobre Petrópolis

Na manhã desta sexta-feira (18), o presidente Jair Bolsonaro (PL) sobrevoou a cidade de Petrópolis, no Rio de Janeiro, após o local ter sido atingido por um forte temporal na última terça-feira (15) . De acordo com os últimos dados divulgados pela Polícia Civil, a tragédia já deixou ao menos 122 mortos e 116 desaparecidos — números que devem mudar ao longo do dia .

"Vimos imagens de guerra. Lamentável. Tivemos perfeita noção da gravidade do que aconteceu", disse o presidente em coletiva de imprensa com os ministros Braga Netto (Defesa), Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional), João Roma (Cidadania) e o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães. Durante a entrevista, todos eles apareciam ao lado do governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL).

O chefe do Executivo disse ter visto "pontos localizados, mas de uma intensa destruição".

Na ocasião, Bolsonaro afirmou que, quando soube do ocorrido na terça, ainda estava na Rússia e entrou em contato com ministros para que a União desse "suporte necessário à população".

"Liguei para o ministro Rogério Marinho, do Desenvolvimento Regional, que já havia determinado um recurso extra no orçamento. Entrei em contato com o ministro Paulo Guedes, da Economia, para que também agilizasse a liberação desses recursos", afirmou, na base aérea do Galeão (RJ), onde decolou de helicóptero às 9h50 para sobrevoar os locais atingidos pelas chuvas.

O sobrevoo nas regiões afetadas foi anunciado durante viagem de Bolsonaro ao Leste Europeu , na qual o chefe do Executivo se reuniu com o presidente russo, Vladimir Putin , e com o premiê da Hungria, Viktor Orbán .

Leia Também

A previsão inicial era de que Bolsonaro retornasse a Brasília após a viagem oficial, mas o trajeto foi alterado para que ele desembarcasse no Rio.

A live semanal do presidente não foi realizada nessa quinta-feira (17), enquanto ele ainda estava na Hungria , como havia sido anunciado inicialmente. O mandatário explicou que esperou para que a transmissão fosse feita na noite de hoje, após sobrevoar Petrópolis e observar a dimensão dos danos na região.

Durante a coletiva, Braga Netto informou que as Forças Armadas deslocaram tropas dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo. "A Marinha já montou um hospital de campanha e a Força Aérea já está fazendo um controle de tráfego aéreo por conta da quantidade de helicópteros. E já temos mais de 800 homens no local com material, viaturas, engenharia", afirmou.

De acordo com ele, o Ministério da Defesa também providencia o envio de "mais técnicos de engenharia" para fazer análises de solo e apoiar o trabalho defesa civil no local.

Ontem, o governo federal anunciou um repasse de R$ 2,3 milhões a Petrópolis e, segundo o ministro Rogério Marinho, o governo elabora duas medidas provisórias para destinar recursos para a reconstrução do município e o envio de mais de R$ 1 bilhão pela União.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários