Lula prepara volta à ativa, com foco em eleição e agenda externa

Ex-presidente retornará ao batente no dia 15 e já avisou a aliados que vai se revezar entre campanha e viagens internacionais

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

Quando voltar ao batente no dia 15, depois de mais de um mês de repouso por conta da radioterapia, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva dividirá o tempo entre campanhas eleitorais e viagens ao exterior, onde pretende agilizar os projetos do Instituto Lula voltados para a África e América do Sul.

Reação: Lula é internado com inflamação decorrente da radioterapia
Vídeo:
Lula grava agradecimento por homenagem no carnaval
Punição: Justiça condena Lula e Dilma por propaganda antecipada na eleição de 2010

Enquanto Lula se recuperava da radioterapia que combateu o câncer na laringe, assessores aproveitaram para dar o formato final aos ambiciosos projetos do ex-presidente no exterior.
Segundo colaboradores próximos, Lula contará com apoios de peso tanto nos países vizinhos quanto na África. Representantes do instituto têm participado de reuniões em foros oficiais e dialogado com ex-governantes e chefes de Estado para viabilizar os projetos.

Divulgação/Instituto Lula
Lula emagreceu 10 kg durante o tratamento; nesta semana, ele recebeu a presidenta Dilma
A atuação do ex-presidente deve ir muito além da simples caridade. A ideia é exportar modelos de desenvolvimento aplicados no Brasil durante seus oito anos de governo. “Não se trata de simplesmente ajudar. Ele quer implantar modelos duradouros de desenvolvimento”, disse um assessor. Os projetos estão prontos e aguardam apenas a palavra final de Lula para entrarem em funcionamento. Uma lista de opções de viagens espera o ex-presidente.

Além disso, Lula encontrará mais espaço para trabalhar na sede o Instituto Lula. Enquanto o ex-presidente estava fora de combate, seus assessores alugaram uma casa próxima ao prédio do instituto, no bairro do Ipiranga.

Segundo pessoas próximas, isso indica que o instituto não deve mudar de local. O aluguel da casa atende à necessidade de mais espaço para assessores, funcionários e seguranças, que viviam apertados no prédio de dois andares da rua Pouso Alegre.

Isso não significa que Lula ficará distante das eleições. Ao contrário, o ex-presidente tem dito a amigos que não vê a hora de poder entrar com tudo nas campanhas dos candidatos petistas e aliados. Lula já avisou que sua prioridade será a eleição de Fernando Haddad em São Paulo, mas também deve participar das campanhas em Recife, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

Recuperação

Lula emagreceu pelo menos 10 kg desde que o tumor na laringe foi diagnosticado , em outubro de 2011. Desde o início dos efeitos colaterais da radioterapia o ex-presidente passou a ter dificuldades para engolir alimentos sólidos e chegou ao ponto de se alimentar apenas de líquidos.

Sobre o câncer: Lula é diagnosticado com tumor na laringe
Atividade: Lula volta a despachar no instituto e se reúne com Dilma

No pior momento do tratamento Lula nem sequer saía da cama. Nos últimos dias, no entanto, o ex-presidente tem apresentado melhoras, voltou a comer alimentos pastosos e tem andado pelo apartamento da família, em São Bernardo, onde cuida das plantas.

A voz de Lula continua fraca, o que o leva a fazer exercícios diários de fonoaudiologia. O ex-presidente não tem atendido telefonemas e algumas figuras importantes foram proibidas pelos médicos de visita-lo. Na quinta-feira ele recebeu a visita da presidenta Dilma Rousseff .

    Leia tudo sobre: lulainstituto lulaeleições 2012câncer de Lula

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG