"Se escolherem a Hillary, é guerra. Vai ser um filme curto. Haverá Hiroshimas e Nagasakis em todos os lugares", alerta o parlamentar aliado de Putin

Segundo parlamentar russo, americanos estarão votando a favor da paz no planeta se votarem no Trump
Twitter/ Donald Trump/ Reprodução
Segundo parlamentar russo, americanos estarão votando a favor da paz no planeta se votarem no Trump

Se Donald Trump não for eleito presidente dos Estados Unidos, uma "guerra nuclear" pode ser desencadeada. Isso é o que acredita Vladimir Zhirinovsky, um parlamentar aliado do presidente russo, Vladimir Putin, conhecido como o "Trump russo". As informações são da agência Reuters.

Segudo Zhirinovsky, Trump é a única pessoa capaz de acalmar as tensões perigosas entre Moscou e Washington. Em sua visão, a rival democrata, Hillary Clinton, pode ser a responsável pelo desencadeamento de uma Terceira Guerra Mundial, caso assuma a presidência dos EUA.

LEIA TAMBÉM: Eduardo Cunha é hostilizado por passageiros durante voo; assista ao vídeo

Zhirinovsky ficou em terceiro lugar nas eleições parlamentares da Rússia no mês passado. Muitos russos o consideram uma figura cômica que faz declarações polêmicas para chamar a atenção, mas ele também é visto como um servo fiel da política do Kremlin e figura importante para a formação de opinião russa.

Segudo Zhirinovsky, Trump é a única pessoa capaz de acalmar as tensões perigosas entre Moscou e Washington
Reprodução/Reuters
Segudo Zhirinovsky, Trump é a única pessoa capaz de acalmar as tensões perigosas entre Moscou e Washington

"As relações entre a Rússia e os Estados Unidos não podem ficar pior. A única coisa que falta é a guerra começar", disse Zhirinovsky. "Os americanos acham que só vão escolher seu presidente no dia 8 de novembro, mas estarão votando a favor da paz no planeta se votarem no Trump. Se escolherem a Hillary, é guerra. Vai ser um filme curto. Haverá Hiroshimas e Nagasakis em todos os lugares", alerta.

Rússia de olho nas urnas americanas

Os comentários apocalípticos do "Trump russo" coincidem com uma época de divergências profundas entre Washington e Moscou, a respeito da Síria e da Ucrânia. Na semana passada, a Casa Branca acusou a Rússia de ser responsável por uma série de ataques cibernéticos contra organizações do Partido Democrata.

Embora seja alvo de dúvidas, Putin afirma que seu país não estava envolvido em um esforço para influenciar a eleição presidencial nos EUA.

Trump já disse que Putin (foto) é um líder melhor do que o atual presidente dos EUA, Barack Obama
The Presidential Press and Information Office
Trump já disse que Putin (foto) é um líder melhor do que o atual presidente dos EUA, Barack Obama

Sobre a sua semelhança com o candidato republicano à presidência americana, Zhirinovsky afirma que, assim como Trump, "coloca o seu país em primeiro lugar" e que essa é a principal semelhança entre eles.

Putin também já chamou Trump de "muito talentoso". Em contrapartida, o candidato republicano disse que o chefe do Kremlin é um líder melhor do que o atual presidente dos EUA, Barack Obama. Na ocasião, Hillary acusou Trump de ser demasiado acolhedor com Putin e o questionou sobre seus interesses comerciais na Rússia.