China mata cerca de 5 mil cães para controlar surto de raiva

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Animais foram mortos em Baoshan, na província de Yunnan, e outros 100 mil foram vacinados; decisão provocou protestos

Autoridades chinesas mataram cerca de 5 mil cães em uma cidade após cinco pessoas morreram vítimas da raiva, informou a agência de notícias estatal Xinhua neste domingo (7).

Julho: Milhares de cães viram comida em polêmico festival na China

Reprodução/Youtube
Cães levados em gaiolas na China. Em 2009, surto de raiva levou a morte de milhares de animais, alguns deles a pancadas


Salvos: Ativistas resgatam 500 cães que virariam comida na China

Os 4.900 cães foram mortos na cidade de Baoshan, província de Yunnan, e outros 100 mil foram vacinados em uma campanha antirrábica, de acordo com a Xinhua. A cidade emitiu uma ordem urgente para que autoridades vacinassem cães domésticos e matassem os de rua.

Esse tipo de ordem acontece com frequência na China para controlar a propagação da raiva. A ação provocou protestos de donos de cães e ativistas dos direitos dos animais, que pediram a castração e vacinação dos cães ao invés das mortes.

Em 2009, as autoridades da cidade do norte de Hanzhong teriam matado cerca de 37 mil cães após um surto de raiva, alguns deles foram espancados até a morte.

*Com AP

Leia tudo sobre: caeschinabaoshanhanzhongyunnanxinhuacachorros

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas