Curiosity completa um mês em Marte

Desde seu pouso em Marte, jipe-robô da Nasa já andou 112 metros no planeta vermelho e suas marcas de pneu podem ser vistas do espaço

iG São Paulo |

O jipe-robô Curiosity da Nasa completou nesta quinta-feira (6) um mês em Marte. Desde 6 de agosto, quando chegou em um pouso celebrado no mundo inteiro , a equipe da Nasa tem feito testes em seus equipamentos e pequenos passeios para garantir o funcionamento perfeito do robô de 5 bilhões de reais que está buscando compostos que indiquem a presença de vida no solo de Marte.

Neste mês, o Curiosity já percorreu 112 metros dentro da cratera Gale, uma distância aproximada do comprimento de um campo de futebol. As marcas de seus pneus foram fotografadas por um satélite da Nasa, o Mars Reconnaissance Orbiter, que circula Marte, e também foram registradas de perto várias vezes pelas suas câmeras internas.

Conheça todos os instrumentos do Curiosity

A imagem rendeu muitas comemorações entre os cientistas que acompanham o robô, afirmou Michael Watkings, gerente da missão na Nasa. Os engenheiros estavam animados com a ideia de terem deixado marcas em Marte visíveis do espaço, porque lhes deu um sentimento de realização.

Outros jipes-robôs, como o Opportunity e o Spirit , também deixaram marcas de pneus em Marte, mas não tão profundas.

Veja a cobertura completa:
Curiosity transmite de Marte música inédita do rapper do Black Eyed Peas
Curiosity faz transmissão inédita e histórica a partir de outro planeta
Engenheiros da Nasa trabalham em horário de Marte
Curiosity estreia seu laser
Instrumentos do Curiosity começam a funcionar
Curiosity pousa com sucesso em Marte
Veja outras imagens de Marte
Veja as imagens que o Curiosity já mandou
'Jeitinho brasileiro me ajudou', diz executivo de missão da Nasa
Missão revela galã de moicano da Nasa 

Agora, o Curiosity vai passar alguns dias no mesmo lugar. Os engenheiros irão checar os instrumentos na extremidade de seu braço robótico. ( Veja no infográfico ) durante a próxima semana. São equipamentos científicos de alta precisão, que podem examinar rochas e analisar a composição química do solo marciano.

Depois que o braço e os instrumentos forem considerados completamente operacionais, o Curiosity se deslocará até seu primeiro destino oficial, um ponto chamado de Glenelg, onde três tipos diferentes de terreno marciano se encontram. O trajeto deverá durar uma semana e no caminho o robô vai examinar suas primeiras rochas.

(Com informações da AP)

    Leia tudo sobre: curiositymarterobônasa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG