Concorrentes da empresa Sem Parar entram no mercado no próximo dia 28 e em 4 de março. Expectativa do governo é reduzir o preço do serviço e facilitar promoções

Estadão Conteúdo

Agência Estado

Concorrência poderá reduzir preço do serviço do pedágio eletrônico nas rodovias paulistas
Futura Press
Concorrência poderá reduzir preço do serviço do pedágio eletrônico nas rodovias paulistas

Após quatro meses de atraso, começa a funcionar em dez dias um novo serviço de pedágio eletrônico nas rodovias paulistas. Hoje, só uma operadora - a Sem Parar - oferece a opção de os motoristas passarem diretamente pelas praças de cobrança, sem parar nas cabines. A primeira concorrente será a Auto Expresso, a partir do dia 28. Em 4 de março, a ConectCar também estará à disposição.

Leia também: Concorrência faz Sem Parar extinguir taxa de adesão em São Paulo

Mais: Pedágio ponto a ponto vai cobrar pelo uso de trechos urbanos das rodovias

Com o aumento da oferta, a expectativa do governo é de reduzir o preço do serviço e facilitar promoções, com mais planos pré e pós-pagos. Todas as 142 praças de pedágio das estradas estaduais terão as novas operadoras.

Nas rodovias federais que cortam o Estado, como Dutra e Fernão Dias, a DBTrans, responsável pelo serviço Auto Expresso, e a ConectCar ainda terão de negociar com as concessionárias a adoção dos novos serviços. Há 15 pedágios em vias da União em território paulista.

Segundo Karla Bertocco Trindade, diretora-geral da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), veículos com "tag" - dispositivo que registra a cobrança - da Auto Expresso e da ConectCar usarão as mesmas faixas destinadas hoje ao Sem Parar.

No asfalto, em vez do logotipo da Sem Parar, será estampada a frase "cobrança eletrônica". Além disso, as placas que indicam as faixas do pedágio eletrônico terão a marca das três operadoras. As novas antenas já foram instaladas. Com uma frequência diferente, sua tecnologia é mais barata do que a atual.

Assim como o Sem Parar, Auto Expresso e ConectCar poderão ser usados em estacionamentos pagos. "Estamos tratando com os principais shoppings de São Paulo para trazer a novidade em fevereiro", diz Wagner Muradian, da Auto Expresso.

João Cumerlato, da ConectCar, quer começar a oferecer o serviço em março para 15 shoppings. "Também vamos negociar com os aeroportos." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.