Maioria dos paraenses é contra divisão do Estado, diz Datafolha

Pesquisa realizada pelo instituto mostra que 65% dos eleitores do Estado se opõem a Carajás e 64%, a Tapajós

Wilson Lima, enviado especial a Santarém |

Caso as pesquisas se confirmem, o Pará deve continuar com o mesmo território. Levantamento do instituto Datafolha, divulgada nesta sexta, mostra que 65% dos eleitores paraenses são contra a criação de Carajás e 64% são contra a criação de Tapajós. O plebiscito acontece domingo, apenas no Estado do Pará, das 8h às 17h, horário local (atrasado uma hora em relação ao horário de Brasília).

Votação nacional: Em enquete do iG, 80,4% dos votos se opõem à divisão do Pará

Avaliação: Separatistas dizem que é "dificílimo" conseguir criar Estados

Os números são menores do que os auferidos por enquete do iG - o que é um indício de que a rejeição aos novos Estados é maior fora do que dentro do Pará. De 17882 votos, 14241 (79,6%) se opuseram à separação do Estado. Apenas 3641 (20,4%) foram favoráveis à criação dos Estados de Tapajós e Carajás. Embora a amostragem não tenha valor científico, ela revela o sentimento espalhado pelo País de que uma mudança no mapa do Brasil traria mais prejuízo do que benefícios.

Os três possíveis Estados:

Carajás:  Estado pode ser um dos mais ricos e violentos do Brasil

Tapajós: Estado será maior que Minas e Bahia, mas mais pobre que o Piauí

Novo Pará: Se for criado, Estado será tão alfabetizado quanto São Paulo

Segundo o Datafolha, a rejeição à ideia de dividir o Estado subiu levemente, dentro da margem de erro, em comparação com a última pesquisa, de 24 de novembro. No final do mês passado, 62% dos entrevistados discordavam da criação do Carajás. Ao todo, 61% se opunham a Tapajós.

O apoio à criação dos novos Estados, segundo o instituto, continua o mesmo do último levantamento. Ao todo, 31% dizem que vão votar a favor de Carajás e 32%, pela emancipação de Tapajós.

Os argumentos:

Os dois lados: Conheça os argumentos de quem é a favor e contra a divisão do Pará

Na TV: Veja vídeos da campanha eleitoral no Pará

O levantamento foi feito a pedido do jornal Folha de S.Paulo (dono do instituto Datafolha) e das TVs Liberal e Tapajós, ambas afiliadas da Rede Globo no Estado. A margem de erro da pesquisa é de três pontos percentuais.

Ao todo, segundo o instituto, 1.213 pessoas, distribuídas em 53 municípios do Estado, foram ouvidas nos dias 6, 7 e 8 deste mês. No TSE (Tribunal Superior Eleitoral), a pesquisa foi registrada sob o número 52.641/2011.

Continue lendo sobre a divisão:

iG no Pará:

- Em Carajás, católicos e evangélicos se unem para criar Estado

- Em coração separatista, campanha é tímida e participação, pequena

- Pai trabalha para dividir o Pará. Filha, para mantê-lo unido

- Separatistas dizem que é "dificílimo" conseguir criar Estados

- Com 250 canoas, frente pela criação de Tapajós fecha rio Amazonas

Os números:

Impacto nacional: Criação de Estados aumenta gastos do governo federal

Endividados : Divisão do Pará pode criar 3 Estados deficitários, diz Ipea

O mapa:

- Como ficaria o Brasil com os novos Estados

A campanha:

- Na reta final, separatistas ficam sem tempo no rádio e na TV

- Governador do Pará diz que plebiscito cria ressentimento e mágoa

- 'Não somos galos em rinha', diz governador em direito de resposta

- Movimento pede boicote a deputados que pregam divisão do Pará

- Receita dos municípios vira alvo de disputa em campanha

    Leia tudo sobre: ParáTapajósCarajásplebiscitodivisão do Parádivisao do para

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG