Confronto de facções em presídio do Maranhão deixa três decapitados

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Motim teve quatro mortes e terminou após intervenção de agentes do Grupo Especial de Operações Penitenciárias

Um confronto entre duas facções rivais no Centro de Detenção Provisória (CDP) do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís (MA), terminou nesta terça-feira (17) com a execução de quatro detentos, três deles decapitados. O motim terminou após intervenção de agentes do Grupo Especial de Operações Penitenciárias (Geop), com apoio da Força Nacional.

Conheça a home do Último Segundo

Gilson Teixeira/ASCOM/SSP
No Complexo Penitenciário de Pedrinhas, no Maranhão, aconteceu a maior revolta de presos do Estado, em novembro de 2010

O poder interno do complexo prisional com cerca de três mil detentos é disputado por grupos que se autodenominam Bonde dos 40 (uma referência à predileção por pistolas de calibre ponto 40) e PCM (Primeiro Comando do Maranhão).

Administrado pelo governo estadual em parceria com uma empresa privada, que fornece os seguranças, o presídio de Pedrinhas é considerado um dos mais violentos do País. Em outubro, uma outra rebelião terminou com nove detentos mortos. Em 2010, 18 presos foram mortos durante motim no mesmo complexo.

Leia tudo sobre: maranhãorebeliãomotimpedrinhaspcmbonde dos 40

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas