Lula e Nicolás Maduro
redacao@odia.com.br (Agência Brasil)
Lula e Nicolás Maduro

As falas do  presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sobre o  chefe de Estado da Venezuela, Nicolás Maduro e os comentários sobre a  guerra entre Rússia e Ucrânia foram alvos de críticas da Human Rights Watch ( HRW ), uma ONG internacional referência em direitos humanos.

Segundo a entidade, Lula tem posições inconsistentes e contraditórias.

"Lula, nesses primeiros meses, deu algumas sinalizações contraditórias e muitas não consistentes com os valores dos direitos humanos", disse Maria Laura Canineu, diretora da HRW em entrevista a Agência Lusa, de Lisboa (Portugal).

A visita de Nicolás Maduro ao Brasil foi mencionado pela diretora. Na ocasião, Lula chamou a política de país vizinho de “democracia” e mandou indiretas para o deputado Juan Guaidó, que tentou derrubar Maduro nos últimos anos. 

No entanto, a Maduro é conhecido como um ditador na Venezuela, país que vive enorme crise financeira há dez anos.

"Lula chamou de narrativa construída as acusações de que a Venezuela não vive uma democracia. [Há] violações muito graves na Venezuela, há muito tempo, ameaças muito fortes à democracia, um executivo que dominou o judiciário, dominou o legislativo para suprimir o acesso à justiça e acesso aos direitos fundamentais da população venezuelana", afirmou a diretora.


Guerra na Ucrânia

Durante visita aos Emirados Árabes e a Portugal, o presidente Lula deu várias declarações repetindo que a Ucrânia também era culpada pelo conflito. Após uma repercussão internacional negativa, o petista passou a dizer que quer 'construir a paz'.

Segundo a diretora da ONG , as declarações de Lula sobre a guerra são "muito complicadas".

"[Se Lula] quer construir a paz, negociar a paz, ele precisa primeiro começar a apoiar essas iniciativas da ONU de apurar responsabilidades sobre o que está acontecendo no conflito", afirmou a diretora.

Segundo Maria Laura, Lula "talvez não esteja preparado" para ter posições consistentes sobre direitos humanos, "independente do viés ideológico do Governo". 

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Mais Recentes

      Comentários

      Clique aqui e deixe seu comentário!