Allan dos Santos, blogueiro bolsonarista, pediu desbloqueio de contas
Alessandro Dantas/ PT no Senado
Allan dos Santos, blogueiro bolsonarista, pediu desbloqueio de contas

O blogueiro bolsonarista Allan dos Santos pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) o desbloqueio das contas bancárias da empresa de comunicação da qual ele é o dono, o canal Terça Livre.

Allan está foragido desde outubro do ano passado, após uma ordem de prisão do ministro da Corte, Alexandre de Moraes.

Na solicitação, protocolada no último domingo (13), a defesa do militante alegou que o bloqueio — também imposto em outubro de 2021 por Moraes —  "inviabilizou a subsistência própria e familiar do impetrante", já que ele foi privado de "renda e recursos de natureza alimentar".

No documento de quase 50 páginas, o advogado Renor Oliver Filho criticou a prisão preventiva de Allan, argumentou contra as medidas cautelares e apelou ao ministro Edson Fachin, que confirmou as decisões de Moraes.

"A pergunta é: será que o caminho brasileiro se dirige, no que se refere à liberdade de expressão e imprensa, ao mesmo destino de países como Venezuela, Cuba e outros submetidos a regimes totalitários?", questiona, na petição, o advogado do militante.

Leia Também

Ordem de prisão

O influenciador bolsonarista teve prisão decretada por Moraes em 21 de outubro do ano passado

Como Allan dos Santos está morando nos Estados Unidos desde que entrou na mira dos inquéritos das fake news e dos atos antidemocráticos , Moraes teria acionado o Ministério da Justiça para solicitar a extradição do blogueiro.

Alvo de bloqueios do Twitter e do Youtube após decisões do magistrado, o blogueiro vinha 'driblando' a decisão ao reproduzir conteúdo do Terça Livre no canal Artigo 220 do Youtube, que soma 52 mil inscritos. Em um dos programas, ele chegou a dizer que o "TL está ativo", se referindo ao canal bloqueado.

No último dia 14,  Moraes cobrou informações do Ministério da Justiça a respeito do processo de extradição  e deu cinco dias para que a pasta preste informações sobre o procedimento.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários