null
Reprodução/Twitter
undefined


O presidente Jair Bolsonaro (PL) não virou o ano em alta nas redes sociais, mas ainda assim liderou o Índice de Popularidade Digital (IPD), medido pela consultoria Quaest, na maior parte de 2021. 


O IPD mostra que ele perdeu pontos logo nos primeiros dias do ano com as  folgas que tirou em Santa Catarina ao mesmo tempo em que a Bahia enfrentava uma de suas maiores tragédias - as fortes chuvas que atingiram mais de 850 mil pessoas , dentre elas 26 mortas e dezenas de milhares desabrigadas.


A situação para o presidente melhorou, no entanto, quando ele foi internado no Hospital Vila Nova Star , em São Paulo, na madrugada do último dia 3. Bolsonaro sofreu uma obstrução intestinal, que fez com que a popularidade dele subisse de 40 para 54 pontos nas redes.

Leia Também

Leia Também


Atualmente, a liderança entre os pré-candidatos à Presidência da República pertence ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), também  líder de intenções de voto nas pesquisas eleitorais. Segundo a Folha de S. Paulo, Lula assumiu a dianteira desde novembro, quando percorreu países da Europa. Na segunda-feira (10), ele marcou 60,3 pontos.


O ranking dos pré-candidatos traz ainda Ciro Gomes (PDT) na terceira posição, com 24,6 pontos, Sergio Moro (Podemos) na sequência, com 18,8 pontos, seguido pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB), com 17, o empresário Felipe d'Ávila (Novo), com 14,4, e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), com 11 pontos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários