App das prévias
Divulgação/ PSDB
App das prévias


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deu 10 dias para que o PSDB explique o problema que gerou instabilidade no sistema utilizado para a votação das prévias. A eleição interna para decidir quem será o político a representar o partido na eleição presidencial  precisou ser suspensa no último domingo (21) porque os filiados tiveram dificuldade para votar.


Segundo o portal Metrópoles, a decisão judicial atende a um pedido do tesoureiro da Juventude do PSDB no Mato Grosso do Sul, Gustavo Futagami. Na ação, o tucano pede que a legenda escolha outro meio para realizar a votação por entender que a “a continuação destas eleições por meio do aplicativo é lesivo ao Estado Democrático de Direito”.


Mas, por ora, essa é a possibilidade considerada pelo PSDB. Na segunda-feira (22), o partido  anunciou a contratação de uma segunda empresa para tentar concluir o processo eleitoral até domingo (28).



Testes começaram a ser feitos para analisar a viabilidade da operação, mas a legenda disse, nesta quarta (24), que o resultado não foi satisfatório . Enquanto isso, a Fundação de Apoio à Universidade do Rio Grande do Sul (Faurgs), responsável pelo aplicativo original, não apresentou um diagnóstico de falha e nem as soluções para restabelecer o sistema.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários