Presidente Jair Bolsonaro
Reprodução/Flickr
Presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira que está  "quase certo" com o PL e que terá uma última conversa para definir sua filiação ao partido. Antecipando-se a eventuais críticas, Bolsonaro afirmou que "todos partidos têm problemas" e que não conseguiu criar sua própria legenda, a Aliança pelo Brasil.

"Devo decidir essa semana. Devo decidir. Tenho que ter um partido. Vão me criticar: “Ah, esse partido”. Todos partidos têm problemas. Eu não consegui fazer o meu. A burocracia cresceu muito e foi impossível ter um partido", disse o presidente, em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada.

Leia Também

Leia Também

Bolsonaro afirmou que o partido não será "seu" porque fez um "acordo" com "outra pessoa lá". O presidente do PL é o ex-deputado Valdemar da Costa Neto, condenado no escândalo do mensalão.

"Está quase certo, quase certo com o PL, tem mais uma conversa para acertar, um estado ou outro. Para a gente partir para as eleições. Vamos priorizar, da minha parte, o Senado. Não queiram tudo, porque o partido não é meu. Tem uma outra pessoa lá que fez o acordo comigo e nós temos que alinhar os nossos objetivos."

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários