Presidente Jair Bolsonaro (sem partido)
Alan Santos/PR
Presidente Jair Bolsonaro (sem partido)

O julgamento das duas ações que pedem a cassação da chapa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e seu vice, Hamilton Mourão (PRTB), pelo uso de disparos em massa de mensagens em redes sociais durante a campanha de 2018, começou nesta terça-feira (26) . Hoje, a expectativa é que seja proferido apenas um voto, o do relator Luís Felipe Salomão. De acordo com a jornalista Carolina Brígido, do UOL , os outros seis ministros devem se manifestar na quinta-feira (28).

A votação deve ser concluída até o final desta semana, pois será a última de Salomão no tribunal, já que seu mandato termina na sexta (29). 

A sessão está prevista para começar às 19h com a leitura do relatório de Salomão. Depois, haverá sustentações orais, sendo 15 minutos para o PT, 30 minutos para serem divididos entre os advogados dos investigados e mais 15 para o vice-procurador-geral eleitoral, Paulo Gonet Branco.

Antes do voto de Salomão, porém, os advogados levantarão questões preliminares que, se aceitas, podem adiar o julgamento. O PT e a defesa de Bolsonaro pediram a realização de novos depoimentos para instruir melhor o processo, mas a tendência do tribunal é negar as solicitações e prosseguir o julgamento.

Segundo a jornalista, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve absolver a chapa Bolsonaro-Mourão . Técnicos do tribunal afirmaram que o PT não conseguiu comprovar que os disparos das mensagens afetaram diretamente no resultado da eleição, ou até que Bolsonaro sabia da ação.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários