Mia Khalifa
Reprodução/Instagram
Mia Khalifa


Mia Khalifa foi outra vez citada na CPI da Covid e, avisada, brincou com a nova menção: "Eu sou a política brasileira, queridinho" (no original: "I am Brazil politics, hun"), escreveu a ex-atriz pornô em seu perfil no Twitter.

O nome de Mia Khalifa surgiu pela primeira vez ligada à CPI a partir de uma interpretação equivocada de uma fala do senador Luiz Carlos Heinze (Progressistas-RS). Heinze disse que uma pesquisa publicada na revista científica Lancet, teria sido encomendada por uma empresa onde a dona seria, segundo o senador, uma atriz pornô. O gaúcho não mencionou Mia Khalifa, mas a internet encarregou de ligar o nome da celebridade líbano-americana à Comissão Parlamentar de Inquérito.

Em 2 de junho, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), em tom de ironia, "sugerisse" que ela fosse convocada para depor: "Pessoal, estava refletindo aqui. Se continuar como está, considero inevitável ter que convocar a @miakhalifa".

Leia Também



Foi a deixa para a própria Mia Khalifa entrar na brincadeira. Em 9 de junho,  ela postou, também no Twitter, uma montagem simulando um depoimento na CPI da Covid e com a frase: "Uma mulher do povo".

Leia Também

Além disso, em 18 de julho, Mia escreveu "Vocês estão em crise. Estou a caminho" respondendo ao tweet de Randolfe que se referia à reunião do ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, para negociação da vacina Coronavac.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários