Randolfe Rodrigues
Pedro França/Agência Senado
Randolfe Rodrigues

O governo da França anunciou na última quarta-feira, 21, que dará a comenda "Légion d'honneur", a mais alta honraria nacional, para o senador brasileiro Randolfe Rodrigues (Rede-AP) . A medalha será entregue pelo presidente Emmanuel Macron .

Segundo o governo francês, Randolfe é um político muito ativo no combate à pandemia de Covid-19 e também é um defensor "fervoroso" do meio ambiente e do Acordo de Paris.

O senador é atualmente vice-presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, que investiga a gestão da pandemia no país, e uma das vozes mais ativas contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Randolfe também chegou a receber uma carta da farmacêutica norte-americana Pfizer por ter sido um dos políticos que mais se movimentou para adequar a legislação e receber as vacinas antiCovid-19 produzidas pelo laboratório. Durante a CPI, foi descoberto que o governo federal ignorou mais de 100 e-mails da Pfizer para a venda dos imunizantes.

Em entrevista à colunista Mônica Bergamo, do jornal "Folha de S. Paulo", o senador disse que a honraria é "muito mais" do que merece "e mais longe do que pensei chegar". "A comenda não pertence a mim, mas sim às milhares de famílias brasileiras que tiveram um amor retirado de suas vidas pela pandemia de Covid-19", acrescentou.

A "Legião da Honra" é entregue desde o início dos anos 1800 e, no Brasil, receberam a honraria o imperador Dom Pedro II, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o escritor Paulo Coelho.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários