Senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ)
Marcos Oliveira/Agência Senado
Senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ)

Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) acreditam que a corte não atenderá o pedido do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) de  devolver a investigação do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) no caso das rachadinhas com o Queiroz para a primeira instância .

Segundo a colunista Bela Megale, de O Globo, três integrantes da Segunda Turma, responsável por discutir o foro privilegiado de Flávio no caso das “rachadinhas”, afirmam que a tendência é manter o órgão especial do Tribunal de Justiça do Rio como responsável pelo caso.

A maioria da Segunda Turma deve acompanhar o posicionamento da Procuradoria-Geral da República (PGR), que defende que o STF rejeite o pedido do MPRJ.

De acordo com a PGR, a solicitação do MPRJ, questionando o foro privilegiado de Flávio Bolsonaro, não é a via adequada para fazer esse tipo de pedido. A forma correta já estaria vetada, já que o MP perdeu o prazo para apresentar recursos sobre o tema no Tribunal de Justiça do Rio.

O ministro Nunes Marques será o responsável por pautar a análise desse caso na STF . Ele é o primeiro ministro indicado ao Supremo pelo presidente Bolsonaro, pai de Flávio. 

- Com informações da colunista Bela Megale, de O Globo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários