Senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da Covid
Edilson Rodrigues/Agência Senado
Senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da Covid

O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) chamou Renan Calheiros (MDB-AL) de "vagabundo" ao defender o ex-secretário especial da Comunicação da Presidência Fábio Wajngarten nesta quarta-feira (12) na CPI da Covid. Minutos antes, Renan fez pedido ao presidente da comissão, senador Omar Aziz (PSD-AM), para que  Wajngarten fosse preso sob acusações de ter mentido em depoimento.

"Imagine um cidadão honesto ser preso por um vagabundo como Renan Calheiros. Estão perdendo a visão do todo", disse Flávio Bolsonaro. Logo após a afirmação, Renan se levantou e afirmou que quem é "vagabundo" é o filho do presidente.

"Vossa excelência acabou de salvar a CPI e evitou que ela virasse um palanque", completou Flávio ao se referir a Aziz, que  negou pedido para que Wajngarten fosse detido em flagrante.

Depois do desentendimento, o presidente da CPI suspendeu a audiência e disse que retomaria os trabalhos somente após encerrada a sessão do Senado. "Quem quiser voltar, volta, quem não quiser, não volta", finalizou Aziz.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários