Presidente Jair Bolsonaro
Isac Nóbrega/PR
Presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta quarta-feira (23), que “não vai entrar no mérito” da prisão do prefeito do Rio de Janeiro , Marcelo Crivella (Republicanos), e que não vê problema nenhum em tê-lo apoiado na última eleição, na qual o aliado saiu derrotado.

Ao comentar o episódio envolvendo Crivella , Bolsonaro criticou o Ministério Público do Rio de Janeiro, que disse ser “uma festa”, e acusou os membros da instituição de “nunca” terem apurado nada.

Em novembro, o MP-RJ denunciou um dos filhos do presidente, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) , por organização criminosa, peculato e lavagem de dinheiro.

Durante conversa com apoiadores em São Francisco do Sul, onde o presidente encerra hoje um curto período de férias, Bolsonaro também voltou a atacar a imprensa. Segundo ele, os meios de comunicação estão “o tempo todo perseguindo quem está ao seu lado”.

" Prenderam o Crivella no Rio , não vou entrar no mérito, mas já vincularam a mim, porque eu apoiei o Crivella . Sim, apoiei. Ele [Crivella] não deixou que a Globo tivesse o oba-oba no carnaval. O MP do Rio é uma festa lá, nunca apuraram nada, mas politicamente sempre apuram alguma coisa", declarou Bolsonaro na conversa.

O presidente voltou a defender o voto impresso no Brasil ao comentar o apoio a Crivella, no Rio, e a Celso Russomano, em São Paulo. Os dois foram derrotados. De acordo com Bolsonaro, ele não quer perder em 2022 sem o voto impresso.

"Eu apoiei o Crivella , não nego. Apoiei o Russomano em São Paulo. Não tenho problema nenhum, faz parte do jogo. Mas não queremos perder em 22 sem o voto impresso", disse.

Em outro momento, ele falou que a imprensa está “o tempo todo perseguindo quem está do meu lado, parente, amigo, reviraram minha vida de perna pro ar”.

Bolsonaro está desde o último sábado de férias no litoral catarinense , mas, como mostrou o Globo, ele também tem aproveitado para costurar alianças no Estado pensando na sua reeleição . Após passeios para pescar, mergulhar, andar de moto e de jetski, o presidente retorna na tarde desta quarta a Brasília.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários