Queiroz
Reprodução/Instagram
Queiroz, ex-assessor de Flávio, foi preso na manhã desta quinta-feira

Nas primeiras horas desta quinta-feira (18),  Fabrício Queiroz, ex-assessor de do senador Flávio Bolsonaro foi preso em um sítio localizado na cidade de Atibaia, interior de São Paulo. Poucos minutos depois, opositores do governo utilizaram as redes sociais para comentar a prisão e se aproveitaram da frase "grande dia", usada pelo presidente Jair Bolsonaro, para celebrar o fato.

Leia também
Entenda suspeitas que pairam sobre Fabrício Queiroz e Flávio Bolsonaro
Justiça autoriza prisão da mulher de Fabrício Queiroz
Esconderijo de Queiroz, casa de advogado de Flávio era monitorada há 10 dias

Entre os principais nomes que já se pronunciaram sobre a prisão de Queiroz , aparecem Fernando Haddad, que citou a obstrução de justiça como "mais um crime" da família Bolsonaro, Guilherme Boulos, que é pré-candidato do PSOL a Prefeitura de São Paulo , além de Luiza Erundina, Gleisi Hoffmann, Kim Kataguiri e Marcelo Freixo.

"Queiroz estava escondido num imóvel de Frederick Wasseff, advogado da família Bolsonaro . Flavio, o senador, disse no ano passado que desconhecia o paradeiro de Queiroz! E agora? #ContaTudoQueiroz", escreveu Gleisi em sua postagem.

"Grande dia para o Brasil! Menos para a família Bolsonaro e o miliciano Queiroz! Se Queiroz abrir a boca, Bolsonaro cai! #FalaQueiroz. Por que Queiroz estava morando na casa do advogado de Flávio Bolsonaro?", questionou Boulos em uma série de tuites.

"Sim, a gente sabe que a Terra plana gira quando o amigo de Bolsonaro desde a década de 80 é preso em... Atibaia", escreveu a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB/RJ).

Confira outras publicações sobre a prisão de Queiroz














    Veja Também

      Mostrar mais